Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

mulher-estilhaço-de-bomba

Procuro uma música da adolescência. E então percebo. A vontade de desaguar. A tristeza. A desesperança represada. Por dias. Em outro Fórum. Que não o da Barra Funda. Em meio a lenços brancos e pretos. Bandeiras. E homens de boa vontade. Claro. É o que se espera. Não é o que se tem. Não. Sempre. Há pelo menos um. De olhos grandes e pretos. De pele oliva. De ganas de limpeza. De gente. Esses outros. Diferentes dele. Ele quer varrer. Terras suas. De pessoas outras. Muitas, tantas. Raiva. Meu irmão virando o tabuleiro do War. Sem levar na esportiva. Exércitos vermelhos e amarelos. Pelos ares. Sem dado. Só mísseis e homens-